BomServo

Trabalhai, porque eu sou convosco, diz o Senhor dos Exércitos !  (Ageu 2.4).

Textos

 
A dor da alma de todos nós!

A minha alma está também a sofrer as circunstâncias em que o mundo vive ao meu redor.

O choro e o ranger dos espíritos que acorrentados pelos laços do pecado, vivem a gritar em forma de dor e abatimento, deixando de ser feliz para viver a rotina do sofrimento.

Si, essa tem sido a melodia e rotina de cada dia, os meus olhos vêm e os meus ouvidos ouvem os manifestos de dor e tristeza a cirandar as vidas que percorrer o labirinto do viver.

O que fazer? Esta é a minha questão constante.

O que fazer para dar fim a esse sofrer em massa?

Como pacificar o corpo que recebeu de Deus a bênção do perdão, mas vive a perambular pela escuridão?

Procuro, mas não encontro a solução, pois a solução está nas mãos da própria população que teima em não abrir mão da sua decisão pelo compromisso com aquele que tem a vida em suas mãos.

Então, cansado e com muita dor na alma, esperando por uma renovação da multidão, eu apenas me apego a oração.

Sei que a nossa dor da alma é abrandada pela bênção do balsamo da unção.
Que Deus derrame a cada instante, da sua unção uma porção, que como óleo nos unte e nos lave o corpo, a alma e o coração.

As mãos do Senhor são como compressas de amor!

“Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que os teus companheiros”. (Salmo 45:7)


Quer a unção do Senhor nos conforte.

Em oração!
Abraço Forte!

Bomservo
Enviado por Bomservo em 02/05/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras